FANDOM


Thomas Thomson.jpg

Thomas Thomson (1773-1852)

Thomson, Thomas (N. Crieff, Grã-Bretanha1773; ob. Kilmun, Grã-Bretanha1852). Químico britânico, Membro da Royal Society de Londres.



Vida

Thomas Thomson nasceu a 12 de Abril de 1773, em Crieff, na Escócia. Era o filho mais novo, de entre sete irmãos, de John Thomson (negociante de lã) e de Elizabeth Ewan. Recebeu uma educação em casa de sua mãe e do seu irmão James, até frequentar a Burgh School of Stirling, onde permaneceu de 1786 a 1788. Nesse ano ganhou uma bolsa de estudos para a Universidade de St. Andrews, onde estudou os autores clássicos, matemática e filosofia. Thomson pretendia seguir a carreira médica, pelo que em 1791 começou a frequentar algumas disciplinas na Universidade de Edinburgh. Aqui se inspirou para dedicar a sua vida à química, através das palestras de Joseph Black. De 1796 a 1800, substituiu o seu irmão James como editor assistente do suplemento da terceira edição da Encyclopaedia Britannica, para a qual contribuiu com artigos de química e mineralogia. Graduou-se em 1799, começando no ano seguinte a trabalhar na área da química como professor, investigador, escritor, editor e historiador. Até ao ano de 1811 foi conferencista em Edinburgh, tendo publicado a obra A System of Chemistry (Edinburgh, 1802). Foi também consultor para a Scottish Excise Board, em 1805, e estabeleceu um laboratório de química para ensino, no ano de 1807. Ajudou também a fundar o Wernerian Natural History Society (em 1808) e tornou-se membro da Royal Society em 1811, escrevendo History of The Royal Society (Londres, 1812). Até 1820, editou o seu próprio jornal, Annals of Philosophy, inicialmente em Londres (1813-1817) e depois em Glasgow (1817-1820). Após o casamento com Agnes Colquhoun, em 1817, passou a ser conferencista em química da Universidade de Glasgow, onde em apenas sete meses passou a professor regente, cargo que desempenhou até à sua morte. Thomson trabalhou arduamente para restabelecer a tradição da química e para melhorar a escola médica em crescimento. Durante os anos trinta, esteve envolvido na tentativa de elevar o estatuto dos professores regentes e dos seus direitos, o que se veio a tornar infrutífero. Em 1841, passou a ser supervisor no laboratório do seu sobrinho Robert Dumas Thomson, quem criou para ser seu sucessor. De 1846 a 1852, Thomson relegou todos os seus deveres para o sobrinho, que após a sua morte, não conseguiu ocupar o seu cargo.


Obra

Thomson, um químico auto-didacta, ganhou reputação pela publicação de System of Chemistry, em 1802, obra que mereceu seis edições durante os dezoito anos seguintes, tendo sido difundida em edições francesas, alemãs e americanas. Esta obra representou as contribuições de químicos britânicos para a nova química, quebrando o monopólio das obras francesas nesta área. Em Janeiro de 1808, Thomson foi o primeiro a apresentar uma ilustração experimental da lei das proporções múltiplas, em On Oxalic Acid (Philosophical Transactions), fazendo-o pelo menos quatro meses antes de John Dalton. Depois de 1808, o seu interesse pala química atómica e os seus métodos matemáticos desenvolveu-se, o que foi notado pelas sucessivas edições de System e pelo fervor no seu jornal Annals of Philosophy, no qual publicava investigações britânicas desenvolvidas nesta área. Trabalhou também em relatórios anuais de divulgação da ciência e em documentos biográficos.

Durante os primeiros cinco ou seis anos em Glasgow, Thomson e os seus estudantes de laboratório tentaram colocar a teoria de Dalton numa ampla e sólida base experimental, bem como fornecer provas experimentais para a hipótese de Proust, cujos resultados foram apresentados em An Attempt to Establish the First Principles of Chemistry by Experiment (Londres, 1825), que representaram o culminar do seu trabalho na área da química atómica. Contudo, os seus trabalhos e fundamentos experimentais não foram bem aceites, quer na Grã-Bretanha quer nos Estados Unidos da América. Em 1836, Thomson publicou Outlines of Mineralogy, Geology and Mineral Analysis (Londres, 1836), em que classificou os minerais consoante a sua composição química.

Em 1818, estabeleceu um laboratório químico, que foi a primeira escola para a prática química numa universidade britânica. Ensinava aos seus alunos a análise qualitativa e quantitativa de substâncias inorgânicas, especialmente minerais, pelo que posteriormente se dedicavam a trabalhar na indústria química em Glasgow. Thomson recrutou alguns alunos, os mais competentes, e formou uma pequena escola de investigação, que nos anos de 1830 era ponto de passagem de grandes químicos, como Justus von Liebig.

Thomson publicou também History of Chemistry (Londres, 1830-1831), tendo ficado conhecido como o pai dos cientistas de Glasgow. A partir de 1834 até à data da sua morte, foi presidente da Philosophical Society of Glasgow, em que orientou e supervisionou Proceeding, em 1841. Foi também responsável por distinguir vários cientistas e apoiar as actividades da British Association for the Advancement of Science na sua década inicial. A liderança que Thomson proporcionou à ciência em Glasgow demonstrou as suas capacidades, que foram mais notáveis no campo da indústria química.


Bibliografia

  • Gillispie, C. (1970). Dictionary of Scientific Biography. Charles Scribner's sons, New York. Vol. 13.
  • Wikimedia Commons

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória