FANDOM


Ronald Ross.jpg

Ronald Ross, Prémio Nobel da Medicina em 1902

Ronald Ross (N. Almora, Nepal1857; ob. Londres, Inglaterra1932). Medicina, Saúde Pública, Bacteriologia e Malária. Foi Prémio Nobel da Medicina em 1902 pelos seus estudo relativos à malária


Vida

Ronald Ross nasceu a 13 de Maio de 1857 em Almora, Nepal. Ross, o mais velho de dez filhos de um oficial do exército britânico ao serviço na Índia, estudou medicina no Hospital St. Bartholomew’s em Londres, mas com pouco entusiasmo. Apesar de se ter submetido ao desejo do pai de não ter seguido uma carreira artistíca, a sua paixão pelas artes tomou-lhe muito tempo. Ross publicou peças de teatro, pequenos dramas, romances, fábulas e poesia, muitos dos quais receberam aprovação de John Masefield. Casou em 1889 com Rosa Bloxam e teve quatro filhos. Ao contrário da maioria dos seus colegas no Serviço Médico Indiano, Ross tinha espírito de investigação. Em 1888, aquando da sua ida a Inglaterra, adquiriu novamente o Diploma de Saúde Pública e tirou um curso de bacteriologia. No regresso à Índia, Ross estudou a malária, pensando que esta era causada por uma auto-intoxicação intestinal. Durante os anos subseuqentes, Ross dedicou-se aos estudos sobre a malária. Em 1902, Ross recebeu o Prémio Nobel da Medicina. A sua carreira experiemental terminou em 1899, quando se retirou do Serviço Médico Indiano. Quando regressou a Inglaterra, tornou-se professor num escola de de medicina tropical, em Liverpool, onde a sua influência foi importante no seu sucesso nessa área. Mais tarde deixou Liverpool e, em 1912 foi para Londres para dar consultas práticas. No resto da sua vida, Ross dedicou-se aos programas de saúde pública contra a malária. Ross viajou extensivamente, fazendo campanhas de prevenção da malária. O nome e o trabalho de Ross perpetuaram durante a sua vida através da abertura, em 1926, do Instituto de Higiene Tropical Ross, que tinha como objectivo promover a pesquisa e medidas de controlo da malária. Ross foi o primeiro director do Instituto, e continuou a escrever sobre a doença para encorajar outros a fazê-lo. Morreu a 16 de Setembro de 1932 em Putney, Londres, Inglaterra.

Estudos sobre a Malária

Durante uma segunda ida a Inglaterra (1894) começou o seu sucesso no estudo da malária. Isto deveu-se em muito à influência de Patrick Manson, por três razões. Primeiro, este demonstrou a Ross as observações pioneiras de Alphonse Laveran (1880): o sangue dos indivíduos infectados com malária apresentavam pigmentos dos parasitas. Segundo, Manson propôs uma teoria de que os mosquitos é que trasmitiam a malária (“On the Nature and Significance of the Crescentic and Flagellate Bodies in Malarial Blood”, British Medical Journal [1894]). Terceiro, através de uma extensa troca de correspondência com Ross, Manson ajudou-o a sustentar as últimas pesquisas na Índia durante mais de três anos de dificuldades que apagaram não só os problemas técnicos, como a obtenção de pacientes voluntários. Para provar a hipótese de que os parasitas eram transmitidos por mosquitos, Ross deparou-se com duas variáveis: a variedade de mosquitos e de parasitas. As questões colocadas eram sobre qual o mosquito que era o vector da doença, e qual o parasita da malária ( hoje sabe-se que é da espécie Plasmodium). As principais contribuições de Ross para este problema durante 1895-1898 podem ser sumariadas como se segue. Primeiro, Ross demonstrou que os voluntários que bebiam àgua contaminada com os mosquitos infectantes (incluindo larvas) contraiam a doença. Segundo, os seus estudos acerca do parasita involveram a identificação dos mosquitos vectores e a dissecação dos seus órgãos internos. Inicialmente, Ross estava especialmente interessado nos filamentos dos parasitas encontrados no estômago dos mosquitos. Mais tarde, ele observou na parede do estomâgo de um tipo de mosquito (até à altura não conhecido) um quisto contendo grânulos de pigmentos pretos semelhante aos pigmentos encontrados nas observações de Laveran. Terceiro, Ross estudou o ciclo de vida do parasita em pássaros de gaiola, concluindo que os mosquitos podem trasmitir a malária directamente de pássaros infectados para pássaros saudáveis.

Reconhecimento

  • Prémio Nobel da Medicina em 1902

Bibliografia

Ver também

Ligações Externas

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória