Fandom

Ars curandi Wiki

Louis Pasteur

213 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Falar0 Compartilhar
ImPasteur.gif

Louis Pasteur 1822 - 95

Introdução

Pasteur, Louis (N. Dole, França, 1822; ob. Paris, 1895). Cientista francês do séc. XIX. Benfeitor da Humanidade, desenvolveu todo o seu trabalho com o intuito de melhorar a condição humana, sendo assim um dos mais reconhecidos e prestigiados cientistas da História.


Vida

Louis Pasteur nasceu em Dole, na França, no dia 27 de Dezembro de 1822. Terceiro filho de Jean-Joseph Pasteur, Louis iniciou os seus estudos na Escola de Arbois e em 1839 entrou para o Colégio Real em Besançon, seguidamente transferiu-se para a Escola Normal Superior em 1843, tendo-se distinguido como bom aluno nas cadeiras de Física, Matemática e Química. Em 1847, Pasteur apresentou teses de doutoramento em Física e Química na escola supracitada. Após licenciar-se teve acesso às aulas de um grande químico francês chamado Jean-Baptiste Dumas, e a partir daí começou a interessar-se pela química. Em 1848 foi nomeado professor suplente de química na Universidade de Estrasburgo e em 1854 foi nomeado decano da Faculdade de Ciências na Universidade de Lille. Graças às suas pesquisas, sempre coroadas de êxito, Pasteur ascendeu sistematicamente, sendo director do Museu de História Natural de Rouen em 1862, membro da Academia de Ciências nesse mesmo ano, da Academia de Medicina em 1873 e da Academia Francesa em 1881.

É de salientar também o seu casamento com Marienne Laurente, filha do reitor da Academia. Deste casamento resultaram cinco filhos, tendo apenas dois chegado à idade adulta. A morte de dois filhos ainda muito pequenos afectou vivamente o casal Pasteur e foram decisivos para o prosseguimento dos estudos e investigações sobre as doenças microbianas. A importância de Pasteur foi enorme para o estudo das origens da vida, com passos decisivos na análise da estrutura molecular dos corpos. Do ponto de vista teórico, Pasteur contribuiu notavelmente para responder às indagações sobre o ciclo da vida e da morte na natureza, ao considerar os fenómenos da fermentação e da putrefacção.

Do ponto de vista prático, a sua influência foi ainda maior, ao descobrir a acção transmissora e o campo de propagação dos microrganismos, fundando uma nova era para a etiologia das moléculas infecciosas. As descobertas de Pasteur contribuíram para a evolução da medicina preventiva, dos métodos cirúrgicos (com a prevenção das infecções), das técnicas de obstetrícia, dos métodos de higiene em geral e das indústrias de bebidas fermentadas.

Em 1982 o Jubileu de Pasteur (70 anos) foi comemorado na Sorbonne de Paris com grandes solenidades. Louis de Pasteur faleceu aos 73 anos, em 28 de Setembro de 1895, em Chateau de Villeneuve l’Etang, perto de Paris.


Museu Pasteur

O Museu Pasteur está localizado no primeiro prédio onde foi construído o Instituto Pasteur. O museu inclui uma colecção de objectos científicos ilustrando o trabalho do cientista e também uma capela bizantina onde Pasteur foi sepultado. Este museu vai além de uma homenagem ao grande cientista, ele mostra a luta da humanidade pela sobrevivência, luta esta que teve uma contribuição única de Louis Pasteur.

Instituto Pasteur

Fundado a 14 de Novembro de 1888 pelo próprio Louis Pasteur, este instituto foi idealizado para ser um centro de tratamento de raiva, de doenças infecciosas e educação. Hoje em dia é considerado um dos mais famosos centros de pesquisa da actualidade.

Obra

Descobriu em 1848 o dimorfismo do ácido tartárico, ao observar no microscópio que o ácido racémico apresentava dois tipos de cristais, com simetria especular. Foi portanto o descobridor das formas dextrógiras e levógiras, comprovando que desviavam o plano de polarização da luz no mesmo ângulo porém em sentido contrário. Esta descoberta valeu ao jovem químico, com apenas 26 anos de idade, a concessão da "Légion d'Honneur" Francesa.


Associando a cristalografia, a química e a óptica, Pasteur estabeleceu um paralelismo entre a forma exterior de um cristal, a sua constituição molecular e sua acção sobre a luz polarizada. Estudando os cristais simétricos e dissimétricos, concluiu que só os produtos da natureza viva são dissimétricos e são activos sobre a luz polarizada, sucedendo o contrário com os produtos minerais. Esses estudos foram a base da estereoquímica.


O estudo da fermentação levou Louis Pasteur a descobrir o porquê dos vitivinicultores, de diversas zonas do seu país verificarem, com tanta frequência que os seus vinhos se transformavam em vinagre, sendo uma enorme perca para a economia francesa. Nessa época a França produzia 50 milhões de hectolitros de vinho por ano. A perda do precioso líquido era uma calamidade. Deste modo, o imperador Napoleão III pediu a Pasteur que investigasse o porquê da fermentação do vinho e proporcionou-lhe as melhores condições de trabalho, equipando laboratórios para que o grande químico pudesse dedicar-se inteiramente a essa investigação. Foi criado, em 1867 o laboratório de físico-química expressamente para Pasteur, na Escola Normal Superior. Depois de realizados inúmeros estudos, o cientista descobriu não só que, submetendo o vinho a um aquecimento elevado durante alguns segundos, e logo de seguida, a um repentino abaixamento da temperatura a menos de dez graus, matava os germes que alteravam os líquidos – Pasteurização – como também chegou à conclusão definitiva de que a fermentação resultava da acção de microrganismos, isto é, apesar de negar que esses microrganismos surgissem espontaneamente, afirmou que seriam gerados por outros similares que impregnavam o ar. Concluiu também que protegidas destes, as substâncias permanecem inalteradas, por mais putrescíveis que sejam.


Os últimos anos de pesquisa são os mais importantes na actuação científica de Pasteur. Descobriu a origem dos furúnculos e da osteomielite na bactéria hoje denominada estafilococo, e a causa da infecção puerperal na bactéria hoje denominada estreptococo.


Pasteur sustentou polémicas memoráveis com os membros da Academia de Medicina ao declarar taxativamente que as doenças contagiosas eram causadas por agentes exteriores, recomendando medidas profiláticas especiais.


Depois de 1879, descobriu duas importantes vacinas preventivas: contra o cólera das galinhas, pela inoculação de micróbios de virulência atenuada, e contra a raiva. Esta última, doença do sistema nervoso, apresenta, quando transmitida ao homem, um período de incubação, durante o qual se pode aplicar a vacina. Foi sua maior contribuição para a evolução da medicina preventiva.


Conclusão

O trabalho de Pasteur não foi somente a soma de seus estudos e descobertas. Este trabalho representou uma revolução na metodologia científica. As principais características que marcaram o seu legado e ficaram de herança para a Ciência foram a liberdade de pensamento na utilização da imaginação e criatividade e a necessidade de uma experimentação rigorosa. Pasteur dizia "Não prossiga com os seus trabalhos se não pode prová-los com a experimentação".


Bibliografia

Gillispie, C. (1970). Dictionary of Scientific Biography. Charles Scribner's sons, New York.

Sites Consultados

http://scienceworld.wolfram.com/biography/Pasteur.html

Ligações Externas

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no Fandom

Wiki aleatória