FANDOM


Liebig, Justus Von (N. Darmstadt, Alemanha, 12 de Maio 1803; ob. Munique, Alemanha, 18 de Abril 1873), químico alemão. Considerado um dos mais influentes do século XIX, fez contribuições fundamentais para o desenvolvimento da química orgânica.


Vida

Justus Liebig foi o segundo de nove filhos de Johann Georg e Maria Karoline Moserin Liebig. Professor durante a maior parte da sua vida, alcançou especial relevância na química orgânica, analítica e fisiológica. Redigiu livros e artigos com o objectivo de popularizar a sua área e conseguiu aplicar a sua pesquisa à agricultura e à indústria, contribuindo assim para o desenvolvimento destes sectores. Desempenhou ainda um papel decisivo na formação de laboratórios científicos.

Desde cedo Liebig começou a desenvolver um aceso interesse na área da química, executando, já desde criança, experiências no pequeno laboratório que o seu pai mantinha destinado ao negócio de materiais de pintura e outros.

Em 1820, Liebig entrou para a Universidade de Bonn para estudar química sobre o alçado de Wilhelm Gottlob Kastner. Após ter recebido o seu doutoramento em 1822, o jovem químico decidiu continuar o seu trabalho de investigação sozinho, uma vez que via em Kastner alguém com poucas capacidades nas suas análises e incapaz de lhe providenciar uma instrução química adequada. Desta forma, e compreendendo a importância de continuar a sua formação no estrangeiro, viajou para Paris onde permaneceu desde 1822 até 1824.

Em Paris, frequentou palestras de alguns cientistas como Gay-Lussac, Thenard, e Dulong, onde encontrou uma química experimental rigorosa, como nunca tinha observado na Alemanha. Liebig pôde, assim, assimilar alguns dos princípios gerais e relacioná-los com o seu conhecimento de certos compostos e processos.

Graças à influência de Alexander von Humboldt, teve a oportunidade de trabalhar com Gay-Lussac, oportunidade esta que se veio a revelar uma das mais importantes da sua vida, na medida em que não só lhe permitiu o domínio dos métodos de análise, como também o ensinou a conduzir as suas investigações de forma sistemática.

Em 1824, aos 24 anos, foi nomeado professor na Universidade de Giessen, onde se ocupou de montar um dos primeiros laboratórios dedicado à instrução dos estudantes. Esta instituição permitia aos alunos progredirem sistematicamente, realizando desde operações elementares até chegarem, eventualmente, a pesquisas independentes. Considerado um grande professor, Liebig estabeleceu desta forma um excelente sistema de ensino, pelo qual passou a maioria dos grandes cientistas do século XIX.

Casou-se em 1826 com Henriette Moldenhaeur e foi feito Barão em 1845. Permaneceu na Universiade de Giessen durante vinte e sete anos, até se mudar para a Universidade de Munique em 1851, onde ficou até à data da sua morte.


Obra

Durante os seus primeiros anos em Giessen, Justus Liebig focou as suas investigações nos métodos e preparações de substâncias inorgânicas conhecidas. Surgiu com a ideia de que dois compostos químicos com propriedades inteiramente diferentes poderiam ter a mesma composição elementar, diferindo apenas na forma como os elementos estariam ligados.

Juntamente com o seu colega e companheiro Friedrich Wöhler, dirigiu-se para o estudo da química orgânica, introduzindo nesta área um certo grau de análise metódica e técnicas de determinação do conteúdo de vários elementos como carbono, hidrogénio e halogéneos em compostos orgânicos. Estabeleceu ainda uma teoria acerca dos compostos radicalares.

Um dos trabalhos mais notáveis do químico alemão verificou-se na área da ciência agrícola. Nesse sentido, rejeitou a teoria corrente de que as plantas obtinham carbono a partir do húmus e demonstrou que este é obtido através do ar. Concluiu também que os minerais eram obtidos a partir do solo, e que o azoto provinha da amónia encontrada no solo, que por sua vez provinha da chuva. Deste modo, aferiu que o crescimento de culturas poderia ser estimulado com nitratos e minerais nos quais o solo estava deficiente, iniciando a era dos fertilizantes químicos.

Publicou em 1840 e 1842 Chemistry in its Applications to Agriculture and Physiology e Organic Chemistry in its Application to Pathology and Physiology, respectivamente. Nestas obras tentou demonstrar que os estudos da agricultura, fisiologia e patologia só poderiam ser desenvolvidos à luz do conhecimento dos princípios da química.


Principais Publicações

  • Organic Chemistry in its Application to Agriculture and Physiology (1840)
  • Organic Chemistry in its Application to Physiology and Pathology (1842)
  • Familiar Letters on Chemistry (1843)


Bibliografia

  • Gillispie, C. (1970). Dictionary of Scientific Biography. Charles Scribner's sons, New York.
  • Brock, William s.d. Justus Von Liebig: The Chemical Gatekeeper, Cambridge

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória