Fandom

Ars curandi Wiki

Higiene e sanidade em Roma

213 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Falar0 Compartilhar

Houve um aspecto em que os Romanos ultrapassaram todos os povos e deixaram uma marca única na história da medicina: as obras de higiene pública (aquedutos, balneários e esgotos ), que levaram a cabo e que ainda hoje provocam justificada admiração.




Para o abastecimento de água à cidade de Roma foram construídos ao longo dos séculos, desde o tempo dos Etruscos, monumentais aquedutos (ao todo 4), com um comprimento total de 600km, que forneciam um milhão e meio de metros cúbicos diários e colocavam desta forma Roma imperial, sob esse aspecto, à frente de todos os tempos. Quatro desses aquedutos, restaurados são suficientes ainda hoje, para as necessidades da cidade Obras de não menor interesse sanitário eram as canalizações destinadas ao enxugamento dos terrenos e à drenagem dos pântanos, entre os quais se destacava a Cloaaca maxima , obra de arquitectos etruscos no século VI a.C. e que era tão ampla que, segundo Plínio, por ela poderia passar um carro de bois carregado de feno. Os balneários públicos – termas – constituíam outra realização tipicamente romana. As ruínas que ainda restam, não só em Roma, mas também espalhadas pelos vários territórios do antigo império Romano (como Cartago), confirmam a importância que se lhe atribuía e as dimensões que chegavam a atingir (banhos de Caracala de Diocleciano etc.). Alem da hidroterapia, praticada com banhos a diversas temperaturas ( no tepidarium, no caldarium e no frigidarium) e das curas de sudação, realizavam-se também unções e massagens. De lugares destinados à higiene e saúde pública, as termas passaram a servir sobretudo como lugares de passatempo e de recreio mas também de ociosidade e de depravação, de modo que acabaram por adquirir entre os próprios romanos uma reputação desfavorável. Quanto às nascentes de águas minerais, muitas das que são hoje famosas na Itália e no resto da Europa eram já conhecidas pelos romanos e apreciadas pelo seu valor terapêutico. É curioso referir que o imperador Vespasiano mandou construir em Roma urinóis públicos, em que se empregaram belos mármores, e que ainda hoje se dá em França o nome de vespasiennes às construções destinadas aquele fim, em praças ou jardins

Termas


Termas (em latim:Thermae) era o termo utilizado pelos romanos para designar os locais de banhos públicos. Esses locais tinham várias finalidades como a higiene corporal e a terapia pela água. Por norma os banhos eram reservados de manhã para as mulheres e à tarde para os homens.
Termas romanas.jpg

Termas romanas rio caldo

Algumas termas romanas

Em Roma Itália:

  • Termas de Caracala
  • Termas de Diocleciano
  • Termas de Nero
  • Termas de Tito
  • Termas de Trajano


Bibliografia


Ralph H. Major – A History of Mediicine. Charles C. Thomas, Publisher. Illinois. U.S.A. 1954

http://www.wikipedia.org

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no Fandom

Wiki aleatória